fabricante: Salomon

O Salomon S-Lab Sense Ultra 5 é mais um integrante de uma linha de respeito dentro dos tênis para trilha. Com um acabamento resistente, boa configuração e excelente material adotado, a Salomon realmente caprichou de vez em seu quinto modelo de uma linha que já é sucesso.

Com destaque para uma leveza incomum nas trilhas, ventilação generosa e reforços precisos no cabedal, a linha S-Lab Sense Ultra ganha mais um excelente modelo para ser colocado no leque de opções dos amantes por trilhas.

Apesar de alguns pontos negativos, o tênis, à primeira vista, parece ser uma excelente aquisição. Contudo, vamos conferir o que merece ser destacado ou criticado no Salomon S-Lab Sense Ultra 5.

  • Especialistas
  • Usuários
1 a 20 21 a 40 41 a 60 61 a 80 81 a 90 91 a 100

Média Geral

1 usuários: 83 / 100

2 especialistas: 80 / 100

Dê a sua nota:

prós

  • Responsivo

    De ótima resposta, o modelo agrupa bons suportes para promover uma pisada rápida, segura e eficiente ao corredor. O peso influencia muito, visto que é quase nula a percepção de um calçado ao pé. Para um tênis de trilha, os 220g impressionam.

  • Leveza

    Ideal para uma corrida onde o recorde pessoal é o que importa. A leveza precisa ser introduzida, afinal, um tênis pesado significa mais peso durante a corrida, certo? Uma lógica simples. Com os tênis de mesma categoria ultrapassando os 250g/280g, apresentar um calçado de 220g é um ponto positivo para a Salomon.

  • Ventilação

    O Salomon S-Lab Sense Ultra 5 apresenta a peculiaridade das tramas abertas que permitem uma circulação de ar eficiente e uma agradável respirabilidade ao pé em seu interior.

  • Refletivo

    O cabedal apresenta um conjunto de disposições refletivas que permitem a visualização mesmo nos dias mais escuros. Para provas noturnas, é uma opção a se considerar.

  • Interior confortável

    O interior apresenta um acabamento macio e agradável. De boa construção, o modelo ousa se posicionar como um “dispensador de meias” para os usuários que preferem optar pelos pés livres dentro do calçado.

  • Amortecido

    A tripla densidade de EVA encontrada oferece um cômodo calçar do pé em contato com o chão. Não obstrui o impacto, contudo amortece e proporciona impulsão para as passadas seguintes.

  • Tracionado

    A tração com tecnologia Contagrip proporciona uma bom resultado até mesmo nas corridas em superfícies molhadas.

Contra

  • Durabilidade

    As durabilidades de entressola e solado deixam um pouco a desejar. Dentre as principais reclamações dos usuários, esta, definitivamente, foi a principal.

  • Custo/benefício

    Girando em torno dos R$ 700, fica difícil indicar este modelo como uma primeira opção. O Nike Air Zoom Terra Kiger 3, por exemplo, é um modelo que apresenta características semelhantes por um preço significativamente inferior.

Avaliações especialistas

Mais Positivo

Bryon Powell

Via: iRunFar

Ele é um tênis mais rápido, deixa poeira para trás. Além disso, o frescor interno vai ajudar o pé a respirar melhor, carregando, assim, seus principais objetivos e funções dentro de uma prova.

Mais Negativo

Dario

Nem toda corrida é sobre correr na lama ou obstáculos terrosos. Contudo, neste quesito ele funciona bem... talvez só neste, especialmente falando.

OUTRAS AVALIAÇÕES

  • Bryon Powell

    Via: iRunFar

    Ele é um tênis mais rápido, deixa poeira para trás. Além disso, o frescor interno vai ajudar o pé a respirar melhor, carregando, assim, seus principais objetivos e funções dentro de uma prova.

  • Dario

    Nem toda corrida é sobre correr na lama ou obstáculos terrosos. Contudo, neste quesito ele funciona bem... talvez só neste, especialmente falando.

Atributos

  • Tecnologia

    - Contagrip: Tecnologia inserida no solado que possibilita boa tração na superfície seca ou molhada.

    - ProFeel Film: Conjunto de EVA de tripla densidade que possibilita uma passada confortável de excelente impulsão.

    - Rubber Toe Cap: Tecnologia de proteção que substitui as costuras dos modelos anteriores.

  • Durabilidade

    A durabilidade deixa a desejar. Sobretudo na região da entressola e solado, percebeu-se um severo desgaste na região. Desagradando usuários e especialistas, é um ponto a ser consertado para modelos futuros da linha.

  • Amortecimento

    Apesar da responsividade, há amortecimento existente na peça. Contudo, ele é ligeiramente imperceptível, visto que há a ausência de uma grata absorção de impacto. A impulsão é a mais visada.

  • Flexibilidade

    Bastante flexível, o tênis mantém uma boa estabilidade, apesar de maleável. Com uma boa adaptação aos desnivelamentos, a alta flexibilidade do Salomon S-Lab Sense Ultra 5 não é um problema, mas também não pode ser considerado um ponto positivo.

  • Ventilação

    A ventilação, como a tração, é o ponto alto do modelo. As tramas abertas, o tecido sobreposto que só cobre uma determinada faixa de região e suas aberturas pontuais deixam o tênis bastante arejado – além de contribuir para diminuição do peso.

  • Aderência da Sola

    A tração é o grande diferencial deste modelo no mercado. O emborrachamento Contagrip promove grande seguridade ao usuário, bem como excelente função, seja em superfícies lisas e até mesmo molhadas.

Características

  • Cabedal

    Cabedal

    A tecnologia Rubber Toe Cap proporciona excelente reforço ao cabedal, que, em grande parte, apresenta tramas abertas que promovem ventilação interna do calçado.

  • Entressola

    Entressola

    A entressola usa uma tripla densidade de EVA que a Salomon nomeou de ProFeel Film. Ela dá ótimo retorno de energia, apesar de não absorver adequadamente o impacto.

  • Solado

    Solado

    Solado devidamente tracionado e com boa capacidade de segurança ao corredor. Para qualquer superfície, clima ou terreno.

ANÁLISE

O Salomon S-Lab Sense Ultra 5 se constitui como um excelente modelo de tênis para trilhas voltado para a competição. Visando a quebra de recordes, este calçado pode ser uma interessante opção para quem deseja superar a si mesmo. A boa responsividade, a leveza e a respirabilidade proporcionada pelo/ao tênis contribui para ele ser uma grata surpresa dentro do mercado.

Aliás, seria uma surpresa, não fosse seu preço assustador e uma baixa resistência que incomodou significativamente os usuários.

Um tênis completo… ou quase

Todo o acabamento complementado pela Salomon ao modelo abrange uma qualidade significativa. Desde o cabedal, passando pela entressola e chegando ao solado, todas apresentam uma alta eficiência. Um cabedal em tramas abertas com coberturas em borracha para promover durabilidade e proteção.

A entressola e o solado, apesar da excelência, deixam a desejar no quesito durabilidade – diferentemente do cabedal resistente. Contudo, apesar deste defeito, as construções são formidáveis. Uma entressola responsiva, de bom retorno de energia e grato conforto. Bem como o solado, que se mostra tracionado, eficiente e seguro para o corredor.

O preço assusta

O valor pedido assusta qualquer comprador. Tem-se o Adidas Kanadia 7 no mercado custando na casa dos R$ 200 que, em termos de custo/benefício, goleia por 7 a 1 o modelo Salomon. Ultrapassar R$ 500 e não apresentar uma resistência eficiente que satisfaça majoritariamente os usuários é um ponto que, definitivamente, deixa a desejar.

Nosso veredicto? Infelizmente o alto valor pedido muda a avaliação a um novo patamar. Em um tênis na faixa dos R$ 300/R$400, ele seria imbatível. Seria, sem dúvidas, o dono do mercado. Contudo, por R$ 700, seu patamar decai significativamente, e apenas os afortunados e já acostumados com a linha definitivamente se sentirão à vontade em adquirir o Salomon S-Lab Sense Ultra 5.