fabricante: Saucony

Apesar do Saucony Grid Virrata ser um tênis antigo (datado de 2013) e ser pouco encontrado no Brasil, ele ainda permanece nas prateleiras como um modelo atual e de alta performance. Especialmente para corredores que buscam uma peça mais leve, o modelo pode ser um grande alicerce para quebra de recordes em provas curtas.

Com um acabamento digno da marca Saucony, o Virrata é mais um modelo, assim como Ride 8, a não decepcionar quando o assunto é resistência e qualidade de material. Sendo composto de uma entressola leve, construção de cabedal sutil e um solado com pontos de proteção, o Virrata se torna um modelo competitivo junto ao Fila Kenya Racer 3 e o Reebok Harmony Racer.

Sob uma perspectiva interessante, o modelo antigo mas ainda atualizado tem pontos fortes que podem ser de interessante conhecimento dos corredores que buscam um modelo diferentes dos usuais encontrados no mercado.

  • Especialistas
  • Usuários
1 a 20 21 a 40 41 a 60 61 a 80 81 a 90 91 a 100

Média Geral

0 usuários: 0 / 100

3 especialistas: 94 / 100

Dê a sua nota:

Saucony Grid Virrata é bom?

Prós

  • Drop Zero

    Provavelmente não existe no Brasil outro tênis com o drop zero. Sem qualquer diferença de altura entre o calcanhar e a região frontal, o Grid Virrata promove , assim, uma passada mais concisa e sem qualquer tensão na região do arco plantar, mantendo uma execução mais guiada do pé ao longo do exercício, bem como uma uniformidade maior da passada, o que proporciona uma melhor responsividade da peça.

  • Leveza

    Pesando na casa dos 200g, o modelo se comporta muito bem no pé com sua leveza e performance casados da maneira correta.

  • Ventilação

    O tecido que recobre o cabedal apresenta pequenas tramas abertas que permitem uma agradável entrada de ar, consequente circulação interna e providenciam uma respirabilidade eficiente ao calçado.

  • Flexível

    Bastante flexível, essa capacidade permite não apenas uma responsividade abrupta ao aterrissar o pé à superfície, mas também auxiliar na consequente propulsão numa rápida transição de passada.

  • Durabilidade

    O material que incorpora o modelo é demasiado resistente. A marca Saucony preza por esse conceito, e não deixa que seus tênis abandonem os pés dos corredores.

  • Conforto

    Interessante, mas nada surpreendente. Afinal, do ponto de vista de um tênis de corrida, ele pode ser considerado comum. Contudo, por se tratar de um tênis de performance, onde o minimalismo é uma sina, ele pode, sim, ser considerado um modelo confortável e agradável ao pé do corredor.

  • Performance

    Com o modelo Virrata é possível voar. Leve, com drop zero e alta durabilidade, o modelo é capaz de percorrer longas distâncias no menor tempo possível.

Contras

  • Tela do cabedal

    Apesar de ser um tênis resistente, a tela que sobrepõe o cabedal não segue a mesma eficiência de durabilidade que o solado e a entressola, por exemplo.

  • Material do colar

    Um pouco áspero, sobretudo para quem adota uma meia de corrida mais baixa.

Avaliações especialistas

Mais Positivo

Brian O'Connor

O que poderia tornar a experiência diferente num modelo com drop zero? Eu logo percebi que essa pequena mudança era bastante significativa - me deixando agradecido pelo fato de que o resto do tênis era tão parecido com um modelo familiar, como é o Kinvara para mim.

Mais Negativo

Sérgio Rocha

As semelhanças com o Kinvara ficam na forma, mas a qualidade é semelhante, apesar de me agradar mais por esse modelo com drop zero.

OUTRAS AVALIAÇÕES

  • Gustavo Maia

    A diferença entre a parte da frente e a parte de trás do calçado é de 0mm, então você corre sem nenhuma inclinação pra frente do pé. É zero! A diferença deste modelo para os calçados de drop zero no mercado é que ele apresenta um solado de 18mm, comum dos modelos que apresentam drop.

Atributos

  • Durabilidade

    É um modelo de alta durabilidade no que abrange solado e entressola. O solado de 18mm, para se ter ideia, incorpora alta resistência para durar longos trajetos. Contudo, o material de cabedal deixa um pouco a desejar com uma tela simples sobreposta a um tecido sutil no interior.

  • Amortecimento

    O Virrata não é um tênis de amortecimento, mas incorpora sua entressola como se fosse. Afinal, são 18mm de camada em EVA. Contudo, é um solado que não influencia na transição da passada, já que o calçado busca estimular o corredor a aterrissar com a região do médio pé.

  • Flexibilidade

    Os sulcos inseridos na região do solado permitem uma alta flexibilidade, sobretudo na região de primeiro contato entre solado e superfície.

  • Ventilação

    Apesar do tecido não ser tão resistente, ele se mostra bastante ventilado, permitindo uma boa entrada de ar no interior do calçado, oferecendo ótima respirabilidade.

  • Aderência da Sola

    São pontos estratégicos que apresentam emborrachamento no solado. Tratando solado e entressola quase como uma coisa só, o modelo apresenta pequenas diferenças entre as duas regiões.

Características

  • Cabedal

    Cabedal

    Um material em tela de pouca resistência, mas que oferece eficiente ventilação para o calçado.

  • Entressola

    Entressola

    Em EVA simples e usual, a entressola não apresenta qualquer tipo de tecnologia.

  • Solado

    Solado

    Dando segmento ao EVA da entressola adotando apenas alguns pequenos pontos emborrachados.

ANÁLISE

Eleito pela Revista GO Outside como o melhor tênis milimalista de 2014, o Saucony Grid Virrata, atualmente, classifica-se como um tênis natural. O modelo que prioriza o mínimo de tecnologia para maior sensação natural do corredor, como se este estivesse correndo descalços.

Um modelo, portanto, que alia o minimalismo (pouca tecnologia) ao natural (drop zero), formulando um modelo de grande apreço por crítica e público.

Pouca tecnologia, mas grande qualidade no Saucony Virrata

Apesar do tênis não contar com tecnologias específicas tanto de material quanto de performance, a sua qualidade é sobressalente. Um modelo com um cabedal ventilado, uma entressola de ótima transição e um segmento de solado que proporciona uma aterrissagem eficiente, passada direcionada e rápida resposta ao entrar em contato com a superfície.

Contudo o que mais se destaca neste modelo é o drop zero. A Saucony abraçou os estudos da eficiência do drop baixo na diminuição das lesões, e vem trazendo modelos cada vez mais baixos, com drops de 8mm até 0mm. Abandonando os drops comuns de 10mm encontrados no mercado, por exemplo, a empresa deu uma nova cara aos seus designs.

Cabedal que vai à contramão

Apesar de toda a resistência do calçado e eficiência em sua composição, ele acaba deixando a desejar no cabedal, onde até promove boa capacidade de ventilação, mas desaponta na durabilidade. Alcançando os 300km já com desgastes, este, sem dúvidas, se torna o ponto negativo de um modelo tão elogiado.

Considerações Finais

O modelo não pode deixar de ser avaliado como positivo por causa do material de cabedal. Afinal, o preço é atrativo, a construção é interessante e o drop zero é fantástico. O Saucony Virrata é mais um modelo inovador que a empresa lança, promovendo grata responsividade, performance acima da média e substancial qualidade à passada. Um modelo de grande destaque, sem dúvidas.